Campanha de Guerra - Operação Roleta Russa / 1ºEsquadrão Brasileiro Abril/2022

Briefing:

Após o início da invasão russa em território Ucrâniano, várias tentativas de acordos pela paz foram realizados por líderes do mundo inteiro, mas sem sucesso em conseguir o cessar fogo por parte do presidente Vladimir Putin.

Com o recente devastador ataque realizado na cidade costeira de Mariupol e tendo 2/3 da Ucrânia sob domínio de tropas russas, a OTAN realizou uma votação com o seus líderes representantes de cada país membro, decidindo por fim ouvir o pedido de socorro da Ucrânia e intervir na guerra diretamente.

Com o envio de tropas da OTAN para a região do conflito, na esperança de por fim intimidar Vladimir Putin com uma guerra direta, o mesmo negou o cessar fogo e lançou outra investida contra Kiev, ameaçando com ataques nucleares qualquer um que intervisse, porém a OTAN devolveu a ameaça com a mesma moeda, declarando que bastava apenas um ataque nuclear russo para que todos os países da OTAN com armas nucleares fossem permitidos a usa-las. Após uma reunião entre os principais presidentes da OTAN e Vladimir Putin na Bielorrússia, foi assinado o acordo de Kiev, onde ambos lados concordaram em abrir mão da utilização de armas nucleares, dessa forma mais tropas da OTAN foram movidas para a Ucrânia, entre elas nós, a FEB que montou uma linha de frente na parte noroeste da Ucrânia e agora, juntamente com o apoio da OTAN, tenta liberar a região de Leskovets das tropas russas, auxiliando a população local para evitar ao máximo danos colaterais a civis, vítimas da guerra desde seu ínicio.

Att,

Sub. Tenente. Ferreira C - Comando Geral 1ºESQ




34 visualizações0 comentário